domingo, 2 de setembro de 2012

O DISCURSO DO REI

Acabo de assistir ao filme "O discurso do rei", direção de Tom Hooper e com interpretação magistral de Colin Firth. Merecido Oscar para o ator, que fez com que nos angustiássemos a cada palavra a ser dita.
Como professora -  embora não mais em sala de aula - fico perguntando a mim mesma se todos temos consciência de nosso papel, enquanto formadores de leitores/escritores/falantes...
Uma palavra, um gesto, uma expressão podem tanto! Podem incentivar ou destruir, construir ou fazer desmoronar sonhos, ideais, planos. 
Este não é o lugar nem o momento para soluções didáticas ou pedagógicas, mas apenas para a menção rápida ao problema, que poderá levar, ou não, à reflexão.
Fica apenas a lembrança do filme e das palavras do rei:
Eu tenho uma voz!


Youtube


E é com orgulho que recebo o convite para a premiação de nosso ex aluno, hoje licenciado em Letras pela UNISUZ, Marcos Vinícius Pereira, que teve seu poema Estrangeiro de mim mesmo, contemplado com o primeiro lugar no 8º Concurso Literário Cora Coralina, de Suzano. 
Parabéns, Marcos Vinícius!


FOTO UNISUZ 
SIMPÓSIO DE LETRAS -  SIMPOL 2012