terça-feira, 14 de maio de 2013

TARDES DE ABRIL

O céu de um azul escandalosamente puro
invade os olhos, incorpora, aquece a alma.
A aragem é fria
e prenuncia uma noite de fartas cobertas
e  amores aquecidos.
Não há resquício da euforia do verão,
de corpos suados e noites festivas:
O que fica é a delicadeza do outono
E o esforço do sol tentando aquecer a tarde fria.
Tardes de abril!
Despertam a alegria suave
da vida serena 
sem grandes arroubos ou  emoções intensas
Um hiato entre o frio do inverno e o calor do verão.
Lembranças de outras tardes,
de outros azuis
povoam meus olhos e meus pensamentos.
Nesta tarde de outono
uma alegria mansa e saborosa
perfuma meus passos, invade meus sentidos
e a vida segue sem sobressaltos,
construindo caminhos, 
em Paz.


Jardim dos Pinhais - EcoParque
Parque de Jardins Temáticos
Santo Antônio do Pinhal - SP