segunda-feira, 12 de outubro de 2015

HORÓSCOPO

Não acredito em horóscopos.
Não creio que a união de Mercúrio e Vênus, por exemplo, possa influenciar a decisão de um emprego, de um amor, de uma atitude... 
Entretanto, eu leio os horóscopos diários dos jornais. Incoerência? Talvez...  e a causa provavelmente seja o hábito antigo de ler o jornal por inteiro, até mesmo os leilões de que não participarei, as grandes ofertas que não comprarei e a triste situação política que vivemos.
Mas, e sempre há um mas... Gosto do horóscopo de Quiroga, que é publicado no Estado de São Paulo, pois, mais que uma previsão, há uma apreciação filosófica da vida, que merece ser pensada.
E ontem, domingo, meu horóscopo dizia: 

Um milagre atrás do outro, assim é a vida. Porém, a visão humana é obnubilada pelo tédio, se convence de ser tudo igual, de nunca acontecer nada surpreendente. Procure tirar esse véu para enxergar a realidade plena.

Depois de alguns minutos saboreando a mensagem, comecei a procurar em minha vida, os milagres diários que vivencio. E eles são muitos...
Ver todos os dias os beija-flores ao meu lado, sem medo, indo e voltando várias vezes, alimentando-se no pé de lantana do quintal... 
Admirar a roseira da Flávia que insiste em me oferecer vários botões que se abrem, antes mesmo que a rosa aberta feneça...
Perceber que meus dedos, que sofrem com a artrite, já não estão mais tão rígidos e as escalas e as lições de Bach já são tocadas no piano com mais leveza...
Ter, ocasionalmente, a família reunida, conversando, rindo, harmoniosamente, sem discussões, sem mágoas, sem cobranças,  feliz simplesmente  por estar junto...
Admirar o céu se tingir de rosa ao entardecer e as primeiras estrelas brilharem no céu ainda azul...
Esses e muitos outros são os  milagres do meu cotidiano, ao meu alcance, presentes em minha rotina. Há outros, e muitos... a alegria do livro quase pronto, o carinho dos amigos que tenho. Seria cansativo enumerar tudo aquilo que faz parte de minha realidade plena.
Todas essas divagações surgiram a partir das palavras dirigidas aos nativos de Gêmeos.
Afinal, não vou deixar de ler horóscopos. 
Ao menos que seja do Quiroga...

Foto: Lívio Soares de Menezes
The World's Best Photos
http://flickrhivemind.net


A fraternidade não é um ideal, é uma realidade cósmica, tudo está interligado por um fio de consciência universal 
Oscar Quiroga
Estado de São Paulo, Caderno 2, p.C6. 11/10/2015